Follow by Email

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

AÇÃO DE FORMAÇÃO, Setúbal


Ferramentas da Transiç ão para o Desenvolvimento Comunitário e Combate à Pobreza

O desenvolvimento comunitário enfrenta desafios causados pelo enfraquecimento da economia local e pelas novas dinâmicas sociais, culturais e tecnológicas. A necessidade de criar um mundo sustentável que respeite e se integre de forma saudável com a natureza e as pessoas implica as ditas ações globais e individuais mas ainda mais as ações comunitárias. Como ativar, mobilizar e desenvolver as comunidades para que os laços se fortaleçam ao mesmo tempo que se cria emprego, cultura, gestão sustentável dos recursos naturais e felicidade? A Rede da Transição Portugal e a rede internacional das cidades em transição –Transition Network, têm experiência acumulada de iniciativas em que se experimentam e desenvolvem ferramentas que podemos adaptar. Neste curso ganha-se inspiração, motivação, propósito e ferramentas para facilitar o desenvolvimento comunitário em busca da transição para comunidades sustentáveis, resilientes e felizes, sem exclusão social e pobreza.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS


·       Abordagens de desenvolvimento comunitário: Transition Network, Asset Based Community Development, Permacultura;
·       Fortalecimento da Economia local com comunidade unida vs comunidade desunida;
·       A Rede Portuguesa e Internacional das Cidades em Transição;
·       Os objectivos de Desenvolvimento Sustentável;
·       Factores mobilizadores na comunidade: Sonhos, Revolta, Solidariedade;
·       Princípios para uma Transição: Visão e Cenários;
·       Construir uma Visão conjunta para o território
·       Ingredientes para as Iniciativas de Transição
·       Sensibilização e Teoria da Mudança;
·       Transição Interior e Exterior;
·         Metodologias de trabalho em grupo: Open Space Tecnology, World Café, Fish Bowl, Dragon Dreaming, Comunicação Não Violenta, Teoria Integral, The work that reconnects / ecologia profunda
·         Economia Local: O Efeito Multiplicador, Empowered Fundraising, Economia da Dádiva, Comunidades auto financiadas, Cooperativas para o desenvolvimento, Moedas locais
·         Trabalho em Rede




OBJETIVO GERAL // OBJETIVOS ESPECÍFICOS
No final espera-se que os participantes tenham ferramentas para trabalharem a transição da sua comunidade, território, grupo e:
- Se sintam inspirados/as e motivados/as a contribuir para a transição para um mundo melhor nos contextos pessoais, profissionais.
 - Se sintam empoderados/as e com ferramentas de trabalho em grupo sabendo onde as aplicar diretamente.
- Tenham vários momentos “aha” em que entenderão a razão de vários dos seus sucessos e insucessos passados e estarão mais atentos para passar a reproduzir as abordagens de sucesso.

METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO E AVALIAÇÃO
Participação ativa dos/as formandos/as. Existirão momentos expositivos mas essencialmente a aprendizagem será vivida aplicando metodologias de participação e aproveitando a predisposição dos participantes para a partilha de experiências entre todos/as.



DIAS 20 e21 de novembro de 2017
HORÁRIO: 09h30-13h00 / 14h00-17h30
DURAÇÃO: 14 horas
LOCAL: ADREPES Associação para o Desenvolvimento Regional da Península de Setúbal: Espaço Fortuna Artes e Ofícios EN 379 – Quinta do Anjo, 2950-807 Palmela
INSCRIÇÃO Associados/as da EAPN Portugal: 35€ // Não associados/as: 55€
PÚBLICO-ALVO Dirigentes, Profissionais e Voluntários/as de organizações de intervenção social e comunitário; Qualquer pessoa interessada
ÁREA DE FORMAÇÃO 762 – Trabalho Social e Orientação
MODALIDADE DE FORMAÇÃO: Formação contínua de atualização
FORMA DE ORGANIZAÇÃO Formação presencial
CRITÉRIOS DE SELEÇÃO Prioridade a associados/as da EAPN Portugal // Número de ordem de receção da inscrição
CERTIFICADO DE FORMAÇÃO Presença obrigatória em pelo menos 80% do total da duração da ação e aproveitamento no final da formação
FORMADORES: André Vizinho é investigador e coordenador de projectos na FCUL-CE3C, formador certificado do curso de transição da Transition Network e designer de Permacultura. Licenciado em engenharia do ambiente, pós graduado em economia regional e desenvolvimento local, mestre em economia do turismo e desenvolvimento regional, actualmente desenvolve doutoramento em alterações climáticas e políticas de desenvolvimento sustentável focado no planeamento participativo da adaptação às alterações climáticas da agricultura e floresta no Alentejo. Trabalhou 10 anos no desenvolvimento local comunitário e pertence atualmente à iniciativa de transição em São Luis, Odemira.
Gil Penha Lopes é professor convidado na FCUL, investigador-coordenador na área da Adaptação às Alterações Climáticas e Desenvolvimento Sustentável. Doutoramento em Ecologia Aplicada e Integrada, na FCUL. Lecciona o programa doutoral - Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável na UL. É moderador e guardião da Rede Convergir, formador da Transition Network (movimento de Transição) e Integral Coach.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Ficha de Inscrição em anexo // A Ficha de Inscrição pode ser fotocopiada
Após confirmação da sua inscrição, o pagamento deverá ser efetuado por transferência bancária, numerário ou cheque (à ordem de EAPN – Rede Europeia Anti-Pobreza/Portugal, Associação).
As inscrições são limitadas a 20 participantes e devem ser realizadas até ao dia 10 de novembro para:
EAPN Portugal / Núcleo Distrital de Setúbal
Rua D. João II, nº 14 r/c Dto. 2910-548 Setúbal
Tel: 265535330 | E-mail: setubal@eapn.pt


Nenhum comentário:

Postar um comentário